FANDOM


Enquanto ela tenta sobreviver nas ruas e vielas de Porto Real, notícias desencontradas chegam o tempo todo nas ruas da cidade acerca dos acontecimentos recentes. Ao passar pelo porto da cidade ela encontra a embarcação que o pai tinha conseguido para levá-la à Winterfel. A Bruxa dos Ventos estava sendo vigiada por soldados vestidos com as cores dos Stark, mas ela não conheceu nenhum dos homens. Por isso, foge dali o mais rápido que pode. Sinos são ouvidos por toda a cidade vindos do Grande Septo de Baelor. Em meio à perplexidade, ela ouve de alguém que a Mão do Rei, Lord Stark, está sendo levado para lá. Seguindo a multidão, Arya chega à praça do septo e sobe na base da estatua de Baelor, o Abençoado. Ao erguer os olhos ela vê seu pai em um púlpito, ladeado por dois soldados da patrulha da cidade. Ali também estavam a rainha Cercei, o rei Joffrey, Cão de Caça, Varys, Mindinho e Sansa. Eddard Stark começa a confessar seus crimes de traição, dizendo que pretendia depor e matar Joffrey. O rei Joffrey diz que sua mãe e sua prometida Sansa são misericordiosas, e que estavam dispostas a perdoar Ned, mas que, enquanto ele fosse rei, a traição nunca passaria impune. Joffrey dá ordem ao magistrado do rei, sor Ilyn Payne, para executar sua função. Arya salta sobre a multidão para abrir caminho até o pai, com a Agulha na mão, mas é detida por Yoren, da patrulha da noite, que não a deixa ver a execução do pai e a arrasta para o lado a força.